top of page

Soluções para reduzir o lixo das cidades

A startup baiana SOLOS cria soluções que vêm reduzindo o lixo enviado para aterros e aumentando o volume da reciclagem na cidade

mulher separando garrafa de vidro para reciclagem

A startup baiana SOLOS desenvolve soluções para reduzir o lixo das cidades. Através de tecnologias, a empresa torna acessível a adoção de novas práticas para tratamento de resíduos orgânicos e os recicláveis, plástico, papelão, vidro e metal.


O Brasil gera 80 milhões de toneladas ao ano, segundo a Associação Brasileira de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, a ABRELPE. na Bahia são mais 5 milhões de toneladas, sendo este o estado com o maior número de lixões a céu aberto do país e que, segundo a Política Nacional de Resíduos Sólidos, deveriam ter sido extintos até 2014. Todo esse resíduo produz gás metano, 21 vezes mais poluente que o CO2, gera chorume que contamina o lençol freático e atrai animais vetores de doenças.


“Para a SOLOS ser o primeiro negócio de impacto a integrar uma rede formada por tantos talentos e business em potencial reforça o nosso compromisso em liderar no Nordeste a transformação do mercado de resíduos e apoiar nossos clientes na construção de operações e cidades mais sustentáveis e resilientes”, conta Gabriela Tiemy, sócia co-fundadora da startup.

Com a nova base, a empresa espera ampliar o network e desenvolver novas competências para conquistar mais clientes e os resultados desejados.


“Nosso propósito é acabar com o conceito de lixo e os impactos socioambientais atrelados a ele” afirma Saville Alves, sócia co-fundadora da startup.

“A Bahia ainda é o estado com maior número de lixões e menos de 2% dos resíduos são reciclados. Essa realidade nos coloca como principais emissores de Gases de Efeito Estufa provenientes da decomposição inadequada dos resíduos orgânicos”, complementa.


Como forma de estimular a cultura da reciclagem, a SOLOS realiza toda a gestão de resíduos do Hub Salvador, além de promover alguns workshops para os demais participantes da comunidade.


Em 2016, apenas a prefeitura de Salvador gastou mais de R$ 200 milhões com coleta e destinação dos resíduos para o aterro sanitário. “O mercado tem se mostrado receptivo, contudo ainda há uma resistência para fazer investimentos disruptivos e que geram desdobramentos mais efetivos”, finaliza Saville.


SOBRE A SOLOS


A SOLOS é uma startup que integra o movimento do empreendedorismo de impacto, em que as soluções do seu negócio geram benefício para seus clientes e para questões socioambientais. Através de tecnologia, a empresa trata in loco até 100% dos resíduos orgânicos e amplia a segregação e reciclagem dos secos. Assim os seus clientes conseguem participar ativamente da construção de cidades mais sustentáveis e resilientes.


SOBRE NEGÓCIOS DE IMPACTO


Um negócio de impacto existe para buscar solução a uma questão social, ambiental ou pela ampliação de um impacto social ambiental já produzido. A novidade é que esta solução é desenvolvida considerando a viabilidade econômica da intervenção, com base em estratégias e modelos de negócios. Significa dizer que são soluções de negócios para problemas socioambientais.

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
bottom of page